terça-feira, 18 de setembro de 2007

Suécia faz frente a ameaça islâmica


A comunicação social sueca reuniu-se em apoio de Lars Vilks, o caricaturista cuja representação de Maomé em corpo de cão suscitou ameaças de morte da Alcaida e pressões de vinte países muçulmanos no sentido de punir e proibir trabalhos como o seu.

Enquanto isso, as empresas suecas - Ericsson, Scania, Volvo, IKEA e Electrolux - preparam-se para enfrentar um boicote islâmico generalizado, bem como a eventualidade de ataques terroristas.

Lars Vilks declarou que está pronto para morrer depois de os terroristas islâmicos oferecerem cento e cinquenta mil dólares a quem lhe cortar a garganta, ou cem mil dólares a quem o assassinar doutra maneira qualquer.
«Não nos podemos render. Estou a começar a ficar velho. Posso morrer a qualquer altura - não é uma catástrofe


O mesmo grupo islâmico oferece igualmente cinquenta mil dólares pela cabeça de Ulf Johansson, editor do Nerikes Allehanda, jornal sueco que publicou a caricatura.

Por seu turno, o editor do Dagens Nyheter afirmou, num editorial, que «vivemos num país onde a liberdade de expressão não é ditada nem fundamentalistas nem por governos

O mesmo editor afirmou também que o seu jornal, Dagens Nyheter, também já publicou a mesma caricatura. «Para mim, publicá-la foi o obviamente havia a fazer.»

O diário Svenska Dabgladet, por seu turno, declarou que «os média suecos têm de acordar para defender a liberdade de expressão.
A liberdade de expressão não é um privilégio para as companhias de comunicação e para os jornalistas, mas sim uma garantia de que os cidadãos podem ter diferentes impressões, numerosas fontes de informação, e inspiração, bem como a possibilidade de tirarem as suas próprias conclusões.
»

A hoste terrorista iraquiana afirmou abertamente: «Sabemos como vos forçar a pedir desculpa. Se não pedem, podem contar com os nossos ataques aos negócios das vossas maiores firmas...»

Fonte: http://gladio.blogspot.com/2007/09/s...m-islmica.html

Fonte original: http://www.metimes.com/storyview.php...6-101615-9475r

1 comentário:

Muslims Against Sharia disse...

Muslims Against Sharia praise the courage of Lars Vilks, Ulf Johansson, Thorbjorn Larsson and the staff of Nerikes Allehanda and Dagens Nyheter and condemn threats issued by Abu Omar Al Baghdadi and the Islamic State of Iraq. Muslims Against Sharia will provide a payment of 100,000kr (about $15,000) for the information leading to capture or neutralization of Abu Omar Al Baghdadi.

Muslimer mot Sharia berömmer Lars Vilks, Ulf Johansson, Torbjörn Larsson och övriga anställda på Nerikes Allehanda och Dagens Nyheter för deras tapperhet och fördömer hotet från Abu Omar Al Baghdadi och Islamistiska Iraq. Muslimer mot Sharia betalar 100 000 SEK (ca 15 000$) för information som leder till gripande eller oskadligörande av Abu Omar Al Baghdadi.

Muslims Against Sharia